Eu bem que poderia me chamar Alice…

Acho que estar perdida no começo de coisas é normal. A questão é: não é o meu primeiro começo. Na verdade, não sei nem mesmo dizer se isso significa voltar a estrada que abandonei ou se é encontrar uma nova. Bem, não faz diferença – como já diria o bom Gato de Cheshire – já que não tenho idéia de onde quero chegar. Mas dessa vez, quero ter certeza de que pelo menos estou caminhando.

Sejam bem-vindos.